quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A saga do gorro

É a terceira vez que eu tento!

Estou fazendo um gorro começado pelo topo com listras azuis e cinza-claras para meu irmão caçula. Acontece que na primeira tentativa, quando me dei conta, estava tricotando uma tenda.

Na segunda, uma barraquinha.

Lá vou eu pra terceira. Dessa vez desmanchei a valer e espero que tenha desmanchado o suficiente.

Acontece que o moleque é meio grandinho pra idade (o último gorro que fiz, servia em mim e por pouco não serviu nele) e morro de medo de ficar pequeno. 

Se tivesse mais lã (estou usando os meios novelos que sobraram das duas meias Jubarte que já fiz), talvez arriscasse um gorro daqueles de duende, folgado propositalmente, mas como não acho que tenha tanta lã assim e preciso terminar logo pra poder pegar o Haruni a tempo de dá-lo de presente pra minha cunhada no aniver dela (final de setembro), vou eu de novo.

Desejem-me sorte!


domingo, 19 de agosto de 2012

Xaleco Melodia

Fiz com Melodia, da Círculo, e agulhas 9.
Comecei com 9 pontos e aumentei dois pontos no começo e no final em carreiras alternadas.



Eu teria fotos melhores se o maridão ajudasse, mas vai assim mesmo.
Esse foi de presente pra uma colega do trabalho.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Eu não morri!

Se alguém lê meu blog, vai perceber que eu ando mais sumida que gata no cio (péssima metáfora, mas tudo bem).
Bem, resumindo as causas: esse ano eu passei num concurso e tive que mudar pra uma cidade há 100km de onde eu morava. Minha máquina digital ficou perdida durante uns bons meses (reencontrei na hora de arrumar as coisas pra mudança). Falta de tempo para o tricô (por causa da mudança, por causa da rotina nova, porque pra onde eu me mudei só tem UM armarinho - isso é uó!).
Mas mesmo assim eu produzi:
A meia jubarte cinza que tá no outro post eu terminei - mas não fotografei porque arrematei ela 5 minutos antes de entregar.
Fiz uma gola cinza em ponto arroz com um botão de madeira, que não fotografei pelo mesmo motivo.
Estou com duas receitas de boina para escolher qual começar, mas a dúvida tá cruel e a saudade do meu Haruni maior ainda.
Sim, o Haruni... aqueeeeeeele xale que eu devia ter terminado em fevereiro. E que depois que eu descobri que conseguia fazer, encostei por falta de ânimo. E agora eu quero ele de novo. Desconfio que vai virar presente de aniversário para minha cunhada, mês que vem - melhor correr!
Ah! Sim! Fiz um xaleco usando o Melodia da Círculo que vou postar a foto assim que me lembrar.

Enquanto isso, fotinho engraçadinha: