quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A saga do gorro

É a terceira vez que eu tento!

Estou fazendo um gorro começado pelo topo com listras azuis e cinza-claras para meu irmão caçula. Acontece que na primeira tentativa, quando me dei conta, estava tricotando uma tenda.

Na segunda, uma barraquinha.

Lá vou eu pra terceira. Dessa vez desmanchei a valer e espero que tenha desmanchado o suficiente.

Acontece que o moleque é meio grandinho pra idade (o último gorro que fiz, servia em mim e por pouco não serviu nele) e morro de medo de ficar pequeno. 

Se tivesse mais lã (estou usando os meios novelos que sobraram das duas meias Jubarte que já fiz), talvez arriscasse um gorro daqueles de duende, folgado propositalmente, mas como não acho que tenha tanta lã assim e preciso terminar logo pra poder pegar o Haruni a tempo de dá-lo de presente pra minha cunhada no aniver dela (final de setembro), vou eu de novo.

Desejem-me sorte!


Nenhum comentário:

Postar um comentário